Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Ir em baixo

Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Thear em Dom 28 Jan 2018, 06:41

Não, não. Isso não é um titulo de texto. É uma pergunta genuína.

Esse video a seguir apareceu no meu feed de canais inscritos no youtube. Recomendo que assistam (ou apenas ouçam), mas não é realmente necessário pra discussão.




Isso é um canal sobre anime falando sobre como a Academia não apenas despreza animes nas nomeações de melhor animação, mas também despreza animações no geral e também é péssima em o que é um filme histórico ou importante em qualquer gênero e categoria. Mas ele foca na questão da animação. Ele menciona a opinião dele sobre os fatores que causam isso: a academia esta cheia de gente velha e elitista que vê animações como inferiores; a academia da preferencia a tudo que seja DE Hollywood e SOBRE Hollywood, etc.

E só esse video tras várias discussões validas a tona. Algumas delas a seguir, mas sei que vocês podem incluir mais facilmente.

- Como resolver esses problemas nas nomeações e premiações do Oscar, assumindo que valha a pena?
- Por que a industria não valoriza tanto animações, inclusive 2D, quando são tão frequentemente mais versáteis, bonitas E mais baratas?
- Por que o publico como um todo tende a desprezar animações e considera-las coisa de criança, ou no máximo "de família"? Claro que tem um componente histórico nisso (mas não sei dizer como começou essa associação), mas o que custará pra mudarmos essa visão? O Japão algumas décadas atrás majoritariamente mudou sua visão e começou a aceitar animação como uma arte séria que pode ser apreciada por todas as idades. Por que o ocidente esta demorando tanto?
- Por que não tem nenhum estúdio sério tentando criar longas de animação 2D para o cinema no ocidente? São muito mais baratas e também podem ser muito bonitas, como é provado constantemente no Japão.


E isso é só o começo. Gostaria de ouvir algumas opiniões de vocês sobre esses assuntos.
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Tomate em Dom 28 Jan 2018, 15:29

Acho que nós, ocidentais, temos problemas com animações e isso vem de muito tempo. Muitas pessoas continuam achando que animações são apenas para crianças e a maioria das grandes animações que são lançadas no cinema também tem essas intenções. Dificilmente vemos uma animação 16+ ou algo do tipo sendo lançada por aqui.

No Japão os estúdios começam desde os animes até os filmes. Muitos desenhos lá são violentos e a gente até "compra", mas continuamos considerando coisa "de fase e para jovens". Só agora, ao menos no Brasil, animes começaram a ter maior visibilidade já que a geração millennials cresceu com Naruto e Dragon Ball passando na TV aberta.

Uma solução, ao menos curta, seria lançar desenhos em grandes salas de cinema com um teor mais "adulto".
avatar
Tomate
"Lerei"

Mensagens : 108
Data de inscrição : 15/02/2016
Idade : 20
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Tarin em Dom 28 Jan 2018, 18:10

Eu não sei se o problema principal é realmente só a rejeição de animação em si por ser considerada infantil, quanto a influência da cultura de celebridades e o quão ligada ela é com a indústria dos filmes ocidental. (não estou tendendo pro segundo, é realmente uma dúvida).

Isso é uma questão interessante pra mim porque... Eu "entendo" cultura de celebridade. Tem um monte de celebridades que eu gosto, sigo, e no geral me interesso pela figura e arte que apresentam. Mas no caso de atores, isso não funciona, porque o ator não está apresentando a si mesmo num filme, e sim um papel. Ou pelo menos é como deveria ser. Se eu consigo "enxergar" um ator quando vejo um filme, a imersão é perdida e reduz bastante o meu interesse pelo filme/série/etc.

Mas claramente o foco em atores é algo importante da indústria de filmes ocidental. Os filmes são anunciados com os nomes dos atores em caixa alta no poster, atores são provavelmente as celebridades com mais visibilidade e atenção da mídia, etc. Então pode ser que exista uma rejeição maior da animação por causa da força dessa cultura no ocidente?

_________________
~Música do dia~


            
ProjetosMúsica
GitHubSoundCloud
avatar
Tarin
Admin

Mensagens : 79
Data de inscrição : 14/04/2015
Idade : 22
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Thear em Dom 28 Jan 2018, 18:23

@Tarin escreveu:Mas claramente o foco em atores é algo importante da indústria de filmes ocidental. Os filmes são anunciados com os nomes dos atores em caixa alta no poster, atores são provavelmente as celebridades com mais visibilidade e atenção da mídia, etc. Então pode ser que exista uma rejeição maior da animação por causa da força dessa cultura no ocidente?

Hmm... Enquanto no Japão, os dubladores são extremamente valorizados, e acho que são realmente celebridades maiores que os atores. Apesar de que imagino que essa valorização que receberam veio após a valorização das animações, não o contrário.

Bom, isso provavelmente é um fator sim. Me lembro que ainda essa semana estava ouvindo um podcast sobre cinema, e é marcante como cinéfilos tendem a se referir a personagens num filme pelo nome do ator, não pelo nome do personagem. Isso é algo obvio em qualquer discussão entre cinéfilos, mas só me chamou atenção recentemente. E isso é ridículo, ao meu ver já denuncia que a pessoa se importava mais com aspectos meta... aspectos fora do conteúdo do filme, do que com o filme em si.

@Tomate escreveu:Uma solução, ao menos curta, seria lançar desenhos em grandes salas de cinema com um teor mais "adulto".

Quão economicamente viável será que é, para uma rede grande de cinemas, manter um unico longa metragem de animação não-hollywoodiano em cartaz o tempo todo, em cidades grandes como São Paulo e Rio de Janeiro? Eu moro em Joinville e duvido que haja publico pra isso aqui, mas talvez numa grande cidade com marketing decente direcionado ao publico otaku/nerd, seja possível.

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Tomate em Dom 28 Jan 2018, 18:33

@Thear escreveu:Quão economicamente viável será que é, para uma rede grande de cinemas, manter um unico longa metragem de animação não-hollywoodiano em cartaz o tempo todo, em cidades grandes como São Paulo e Rio de Janeiro? Eu moro em Joinville e duvido que haja publico pra isso aqui, mas talvez numa grande cidade com marketing decente direcionado ao publico otaku/nerd, seja possível.

Acho que na região central do SP e RJ as animações assim seria bem vistas. Ainda mais aqui em São Paulo que muitas pessoas gostam de animações. Mas não seria um boom na bilheteria. Claro que animação tem muito menos custo do que um blockbuster, por exemplo. O problema seria no resto do país que, em alguns lugares como no Sul, ainda dá bastante dinheiro.
avatar
Tomate
"Lerei"

Mensagens : 108
Data de inscrição : 15/02/2016
Idade : 20
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Zé Joelho em Dom 28 Jan 2018, 18:55

Pelo que eu entendo de animações no geral o ocidente teve uma "Era de Ouro" de animações da Disney, Warner e Hannah-Barbera. O bastião disso tudo era o Walt Disney que investia mais e mais na qualidade e diversidade de temas e abordagens. É com a Disney que aqueles desenhos com músicas clássicas (tanto para efeito dramático quanto para compor um clima de humor pra cena) foram incorporadas e logo viraram um padrão. Lembro de ver em algum canal do youtube sobre isso. Fora colocado tal artifício para legitimar o que era apenas um "desenho" para algo audiovisual tanto pela harmonia entre o que se via e o que se escutava, mas também pela música clássica ser vista como erudita, nobre ... verdadeira arte.

E assim temos o "experimento" Fantasia da Disney; uma coleção de curtas com diferentes temas (evolução, magia com comédia, experimento de cores e assim vai) com imagens que seriam consideradas não ortodoxas como na ópera "Uma Noite em Monte Carlo" onde um Demônio surge de uma montanha e traz consigo uma horda. Isso era para crianças apenas? Walt Disney sempre viu suas animações como "para todos". Tal filme foi um fracasso por diversos fatores: as salas de cinema não tinham tecnologia para passar os filmes (sim, foram utilizadas técnicas que não saberei explicar para deixar a música mais realista), o público não entendeu o que era o filme por não ter uma história ou explicação... Era muito "louco" pra época.

Outro grande sucesso ocidental foi "Pernalonga vai à opera" onde, novamente, toda a animação é feita em cima sobre, com e no pretexto de música clássica, remetendo novamente a uma arte já consagrada.

Talvez não nossa geração, mas o Ocidental no geral ainda vê o anime ou mangá como "desenho" como infantil, como dito por Tomate, uma fase ou gosto diferente. Hoje em dia as pessoas conseguem categorizar com mais facilidade o traço oriental e o ocidental. Talvez com o amadurecimento do Oriente é que começaram amadurecimentos aqui no ocidente. Os desenhos da Cartoon Network, por mais que não tão maduros, já começaram a colocar temas de direitos sociais, questões históricas. As animações 3D da Pixar são levadas mais a sério por sua potência dramática. Na minha opinião o amadurecimento está ocorrendo, mas é bem lentamente.

Minhas maior questão é, na verdade, o Oscar parece estar lutando contra a extinção ou, pelo menos, para manter sua importância. Ainda temos a cultura de valorizar tudo que é indicado ou ganha o Oscar, mas cada vez mais o Oscar vem deixando claro que só se importa com esse elite velha e imóvel, cada vez mais afasta o público: oscar totalmente branco em um ano, filmes bizarros ganhando, oscar sem mulheres indicadas fora de categorias femininas. E isso não é de hoje, mas é hoje em dia que as culturas em geral vêem notando e desaprovando o funcionamento da Premiação em si. Premiações menores, que busquem outros filmes menos mainstream, que busquem discordar entre si, estão deixando mais interessante os debates e o consumo da mídia que o próprio Oscar.
avatar
Zé Joelho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 06/06/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Zé Joelho em Dom 28 Jan 2018, 19:15

Ah! Sobre o porquê da Industria não utilizar mais do 2D é o próprio mercado. A tendência é que um filme 3D dê muito mais retorno que um 2D e isso se construiu com o tempo. Quando o 3D surgiu ainda era estranho, mas tinha um potencial enorme tanto para a animação quanto para as produções tradicionais da 7ª arte, seria um "ganha-ganha". Como uma tecnologia nova ela trazia surpresas que enchiam os olhos e, muitas vezes, algo até repulsivo. Como a animação 2D já tinha se fixado no público infantil, as maiores tentativas do 3D puro foi no infantil e foi lá que brilhou, Toy Story quando lançou foi um enorme novidade e sucesso. Como os filmes 3D tiveram bem mais retorno pela novidade, concluiu-se que as pessoas gostavam mais do 3D do que o 2D, mesmo porquê as animações 2D tinham ficado presas nos mundos de fábulas e histórias que eram contadas inúmeras vezes, mas o 3D possibilitava um mundo novo repleto de possibilidades. Minha visão sobre a indústria é essa!

Agora tentando responder a questão do "porquê" que aqui no Ocidente o amadurecimento da animação parece menor/ mais lento: Na minha opinião é uma junta de tudo que citei anteriormente. O 3D ainda é tendência e o 2D algo para temporadas de desenhos para canais infantis (que volto a dizer estão sim se inovando e mudando, mesmo que talvez em um ritmo melhor), o Oriente aos poucos estão entrando com mais aceitação pelo público ocidental, mas o mais importante: O principal produtor de animações é os EUA, porém a indústria que mais deu dinheiro e prestígio é a do Cinema de atores, por mais que cheio de efeitos especiais, então a inclinação é buscar novos meios e histórias dentro do Cinema com Atores.

O Japão tem um passado interessante com filmes com atores (Akira Kurosawa maior exemplo e estudado até hoje), porém não teve tanto sucesso quanto as animações japonesas no período do pós segunda guerra, o que pode incluir uma "fuga da realidade" no japão ou uma entrada alternativa para a cultura japonesa no Mercado Norte Americano, não posso afirmar com certeza.

Deixo o excelente vídeo do também excelentíssimo canal "Quadro Em Branco" sobre esse último ponto:
avatar
Zé Joelho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 06/06/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Thear em Dom 28 Jan 2018, 19:50

Ou seja, a maior parte disso se resume a industria tentando agir de maneira segura, lidando com as tendencias que já conhece?

Se for o caso, novamente voltamos a depender dos indies e da internet. Mas é surpreendente quão lento é o avanço mesmo com a internet. Um caso que acho que vale a pena mencionar é o anime ocidental RWBY (primeiro trailer da série aqui), que começou como uma série de anime 3D do canal de animação Rooster Teeth, no youtube, que se destacava pela coreografia excelente, e tinha episódios de duração variada... E foi ao longo de 5 temporadas aumentando sua qualidade grafica e se alinhando a um modelo tradicional com durações fixas nos episódios, mas perdeu a coreografia pela qual se destacava. RWBY é 3D, claro, mas é uma das poucas séries de animação indie que já ouvi falar no ocidente e é bem sucedida.

Enquanto é possível que 2 ou 3, ou uma duzia de pessoas se juntem pra fazer um jogo indie excepcional... ou consigam executar isso através de crowdfunding, o conceito de animação indie ainda não parece ser muito possível. Os custos ainda são muito altos em tempo e equipe, e como consequência animações geralmente são limitadas a canais no youtube com sequencias de curtas e coisas do tipo. Se uma cena indie de animação tem dificuldade de se desenvolver, acabamos presos às limitações de Hollywood por muito mais tempo.

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Zé Joelho em Dom 28 Jan 2018, 20:23

@Thear escreveu:Ou seja, a maior parte disso se resume a industria tentando agir de maneira segura, lidando com as tendencias que já conhece?

Sim. E vale ressaltar que é uma indústria MUITO forte e que naturalmente irá se proteger ou evitar mudanças muito drásticas.

Se analisarmos bem a forma como interagimos com cada mídia, acho que fica um pouco mais claro o porquê das questões levantadas aqui.

A animação 3D é utilizada tanto para um filme de pura animação 3D quanto para efeitos especiais no cinema tradicional e pode se aplicar em jogos, ainda mais com o impulso forçado da realidade aumentada. Assim tanto cursos quanto equipamento e programas para se fazer e aprender o 3D são mais comuns ou procurados.

Houve até uma certa vontade da indústria Japonesa de colocar 3D em seus animes e, pelo menos pra mim, nunca ficou bom.

A indústria de jogos se relaciona bem com a tecnologia 3D e, apesar de ser sim monopolizada em Microsoft, Sony, Nintendo e algumas empresas de jogos como Ubisoft, ainda é um mercado em crescimento, ainda é arriscado demais. A mentalidade de Hollywood ou de venda de Tvs quase nunca se aplicaram ao mercado de jogos, isso contribuiu pra maior vontade de quem joga de fazer seu próprio jogo para vencer essas barreiras antiquadas de produção de jogos e até procurar uma maior aceitação em outras áreas como o E-Sport. O maior problema é que, atualmente, os jogos também estão ficando um pouco engessados e repetitivos, não irá demorar para inovações ou mudanças no meio.

Um mercado de animação 2D indie se torna quase um suicidio financeiro, um tiro no escuro. Além das técnicas estarem muito restritas a uma indústria que não quer arriscar de produzir, o público não tem convivido com tal estilo atualmente. Estaríamos na "época" de voltar com essas produções sim pois a geração passada, que teve muito contato com desenho 2D, está tornando o mercado nostálgico, mas o mercado em si está incerto. Se não me engano a última animação da Disney em 2D foi "A Princesa e o Sapo" que eu adoro, mas foi um fracasso de público... E sinceramente foi "Do nada". Uma princesa nova, ainda sem tanta aceitação de movimentos sociais no ano de lançamento(a princesa é negra) e foi em meio da grandes filmes da Pixar. Provavelmente muita gente nem sabe que ela existe! Quando um filme desses fracassa, um filme que, na cabeça do investidor, é um risco para diversificar seus produtos, falha tanto é natural então que nem pensem em tentar fazer outro.

Quando se vê o cabelo da Moana (do filme "Moana - Um Mar de Aventuras"), a água de curtas em 3D e jogos como Uncharted 3 e 4, a geração que consume isso quer também mais disso e talvez nunca tenha visto uma qualidade 2D de um Estúdio Ghibli ou um "Akira". Ou até pior: Vejam essas animações, mesmo com tamanha qualidade, como "ultrapassadas". Como se 3D fosse comumente aceito como superior ao 2D.
avatar
Zé Joelho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 06/06/2015
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Thear em Dom 28 Jan 2018, 20:48

@Zé Joelho escreveu:Houve até uma certa vontade da indústria Japonesa de colocar 3D em seus animes e, pelo menos pra mim, nunca ficou bom.

Vou citar aqui "Land of the Lustrous". Que eu não assisti, mas foi o primeiro anime a usar 3D bastante e ser considerado "bonito". Saiu em 2017. Trailer aqui. Demorou bastante, mas estão melhorando nisso.

@Zé Joelho escreveu:O maior problema é que, atualmente, os jogos também estão ficando um pouco engessados e repetitivos, não irá demorar para inovações ou mudanças no meio.

Isso se aplica exclusivamente ao setor AAA. A industria de jogos tem a vantagem de uma cena indie poderosa e extremamente inovadora. Cinema e televisão tem muito a aprender com a industria de jogos nesse sentido.

@Zé Joelho escreveu:Um mercado de animação 2D indie se torna quase um suicidio financeiro, um tiro no escuro. Além das técnicas estarem muito restritas a uma indústria que não quer arriscar de produzir, o público não tem convivido com tal estilo atualmente. Estaríamos na "época" de voltar com essas produções sim pois a geração passada, que teve muito contato com desenho 2D, está tornando o mercado nostálgico, mas o mercado em si está incerto. Se não me engano a última animação da Disney em 2D foi "A Princesa e o Sapo" que eu adoro, mas foi um fracasso de público... E sinceramente foi "Do nada". Uma princesa nova, ainda sem tanta aceitação de movimentos sociais no ano de lançamento(a princesa é negra) e foi em meio da grandes filmes da Pixar. Provavelmente muita gente nem sabe que ela existe! Quando um filme desses fracassa, um filme que, na cabeça do investidor, é um risco para diversificar seus produtos, falha tanto é natural então que nem pensem em tentar fazer outro.

Quando se vê o cabelo da Moana (do filme "Moana - Um Mar de Aventuras"), a água de curtas em 3D e jogos como Uncharted 3 e 4, a geração que consume isso quer também mais disso e talvez nunca tenha visto uma qualidade 2D de um Estúdio Ghibli ou um "Akira". Ou até pior: Vejam essas animações, mesmo com tamanha qualidade, como "ultrapassadas". Como se 3D fosse comumente aceito como superior ao 2D.

Acho que a questão aí é seguir ou não o estilo dos animes. Provavelmente a característica mais marcante dos animes é a grande frequência de cenas estáticas ou com minimo movimento, intercaladas com sakuga (cenas mais curtas com muita movimentação que consomem o grosso do orçamento de um filme ou série). Esse padrão permite produzir animes num valor muito mais baixo. Ainda assim tem pouco espaço pra pequenos estúdios. Mas me parece a unica direção possível para uma cena indie de animação ocidental... o tipo de coisa que justamente Rooster Teeth faz em RWBY. Se não me engano as duas séries "Avatar" seguem o mesmo padrão, mas não lembro bem agora... mas Avatar também tem participação de estúdios japoneses.

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Tomate em Ter 30 Jan 2018, 22:47

As animações 2D, querendo ou não, são "defasadas" ao olho do público. Depois do grande boom do 3D da Pixar com Toy Story.

Uma grande ideia seria uma adaptação de uma grande obra para uma animação 2D muito bem produzida e com um estúdio pronto para se aventurar nisso, porque o risco é enorme. Atualmente, a Sony anunciou um Homem-Aranha com o Miles Morales e em animação. É um bom avanço para grandes orçamentos em animações com outras nuances de filmes. Talvez, se o retorno for o que o estúdio espera, quem sabe mais filmes que não sejam com intuição infantil vindo por aí?
avatar
Tomate
"Lerei"

Mensagens : 108
Data de inscrição : 15/02/2016
Idade : 20
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Thear em Qua 31 Jan 2018, 03:58

Duvido. Esses filmes 2D de heróis no geral são muito fracos no aspecto da animação. Mesmo se roteiro e tudo mais forem bem feitos, o aspecto da animação não convenceria.

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a academia não sabe escolher animações, e o que isso diz sobre toda a cultura ocidental?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum