Análise musical - Lake Zurich

Ir em baixo

Análise musical - Lake Zurich

Mensagem por Tarin em Qui 05 Jul 2018, 23:04

Oi povo! Como todos já sabem, estou aprendendo teoria e produção musical, e pra esse fim estou fazendo várias tarefas diferentes relacionadas a música. Uma delas é fazer transcrições e análises de músicas que eu gosto, pra entender melhor a composição e estrutura delas. Eu ainda conheço bem pouco, então isso aqui é longe de ser uma análise profunda de verdade. Mas achei que seria legal postar aqui pra qualquer pessoa que possa achar interessante.

A música que estou analisando nesse tópico aqui é Lake Zurich, da banda virtual Gorillaz. Foi lançada faz pouco tempo (maio de 2018), e acho que é a música que eu mais gosto do novo álbum deles, The Now Now. É basicamente uma faixa instrumental, só com alguns vocais de fundo e um monólogo curto no meio.





Segundo o Rate Your Music, os gêneros dela são Synth Funk, Electro-Disco, Space Disco e Neo-Psychedelia. O Gorillaz é um projeto musical com estilos bem diversos, mas que costuma se basear em hip-hop fundido com outros gêneros como eletrônica, pop, soul, etc etc. Essa música é um pouco diferente do padrão deles, quem sabe seja parecido com DARE ou Andromeda. Ela tem uma energia bem contagiante, tem influências fortes de anos 70~80, com uma atmosfera meio synthwave e retrofuturista, mas acho que a energia meio jovial, meio boba, meio um ponto entre Nickelodeon e Adult Swim que os Gorillaz sempre trazem tira ela do espaço pastiche, e faz ela soar relevante em 2018.

Tem vários elementos dela que se destacam, vou citar os primeiros que vem na minha cabeça:

  • Os sinos de vaca. Isso aqui com certeza é o primeiro, e é o que faz a música inteira, lol.
  • Tem um monte de sintetizadores oscilando ou crescendo no fundo da música, dando uma impressão meio futurista, meio filme de terror, meio hipnótica(o vídeo/visualizador da música tem uma temática de hiponose, afinal).
  • Falando em hipnose, o monólogo do Damon Albarn na transição (01:41) dá um efeito meio distópico, meio 1984.
  • As sirenes! Sirenes são difíceis de usar sem que sejam irritantes, e acho que essa música é a que fez melhor uso delas que eu consiga lembrar. Menção honrosa pra Thief of Hearts da Madonna.
  • Tem uma passagenzinha de baixo em 0:38 que corta o padrão e fica super massa.

Eu separei a música em seções pra ajudar a análise. A estrutura da música parece bem tradicional de música pop, pelo o que eu percebi, com versos, refrão e transições:

Posição na músicaSeçãoNotas
00:00-00:34IntroduçãoSino de vaca e baixo aparecem em 00:17
00:34-01:08Refrão
01:08-01:41InstrumentalHarmonias de fundo aparecem em 01:24
01:41-02:14Transição pré-refrão
02:14-02:48RefrãoMais instrumentos, "piano" leve no fundo
02:48-03:21Ponte
03:21-03:54RefrãoCom vocais e sintetizadores de fundo da ponte
03:54-04:12Encerramento

Na introdução, começa só com a batida principal. Depois dos primeiros 4 compassos, aparece o sino de vaca e o baixo(embora com um filtro? o som dele é um pouco mais abafado aqui). No fundo tem um sintetizador com efeito de estar constantemente subindo o tom, dando o efeito hipnótico que eu tinha mencionado. Na transição pro refrão, tem uns sintetizadores barulhentos que parecem uma sirene.

Depois, passa pro que eu chamo de primeiro refrão, que é caracterizado por três sintetizadores tocando uma versão diferente de uma passagem Ré-Dó-Ré. Tem um mais baixo,que eu chamei de "C" que basicamente só repete Ré-Dó-Ré ritmicamente. Tem um "médio", chamado de "B", que toca notas rápidas fragmentadas repetindo várias deles em sequência, tocando o mesmo conjunto de notas mas mudando um pouquinho o padrão. E tem o mais alto e mais perceptível, "A", que tem uma melodia um pouco mais desenvolvida, mas tambem começando com o Ré-Dó-Ré. Aqui em baixo coloquei uma transcrição dos três com essas passagens circuladas em vermelho pra ilustrar melhor essa semelhança que estou falando:


Sintetizador A




Sintetizador B




Sintetizador C


Os sintetizadores do fundo estão mais caóticos agora, e tem um novo que é mais "áspero" e parece um efeito de filme de terror ou aqueles sons de indução de transe.

Depois do primeiro refrão, tem uma parte instrumental que lembra a introdução, mas dessa vez introduz depois dos primeiros 4 compassos uma harmonia de Ré no fundo. Junto com a harmonia voltam os sintetizadores de sirene tambem.

Aí chega numa parte de transição que remove a batida, e adiciona uma passagem vocal. Os sintetizadores A e B do refrão voltam, então chamei essa parte de transição pré-refrão. Depois disso tem um novo refrão com alguns instrumentos a mais, o mais notável sendo um sintetizador meio piano tocando uns arpejos.

A próxima seção é uma ponte. O sintetizador C do refrão volta, aparece um "vocal" que parece um coral meio distorcido, e os sintetizadores do fundo ficam com um novo padrão oscilante que me lembram Daydreaming, do Radiohead (os primeiros 5s tem a referência que quero fazer).Na transição pro último refrão, toca agora uma sirene de verdade em vez do sintetizador que imitava uma!

O último refrão traz de volta acho que todos os instrumentos da música, com vários efeitos a mais no fundo. O coral da ponte continua com destaque. Os sintetizadores de fundo agora se mantem no padrão oscilante da ponte, dando uma impressão mais fluida pra harmonia desse refrão em comparação com os outros. Tem uma transição com sirene de verdade de novo no final. O fim da música é um encerramento curto de dois compassos só com a batida.

Acho que pra terminar, vou colocar três lições que eu aprendi com essa música que usaria em projetos futuros:

  • Tocar as mesmas passagens melódicas simultaneamente, modificando um pouco em ritmo, tom ou timbre de cada uma pode dar um efeito bem legal sem deixar a música parecendo repetitiva, se bem utilizados.
  • Sintetizadores de fundo podem mudar a impressão de uma música fortemente. Como eles ficam menos perceptíveis ao ouvido, passagens simples como um único tom crescendo ou oscilando dá uma textura legal pra música sem ficar monótono.
  • Sino de vaca. Sino de vaaaaaca.

_________________
~Música do dia~



            
ProjetosMúsica
GitHubSoundCloud
avatar
Tarin
Admin

Mensagens : 92
Data de inscrição : 14/04/2015
Idade : 22
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise musical - Lake Zurich

Mensagem por Thear em Sex 06 Jul 2018, 01:29

@Tarin escreveu:Oi povo! Como todos já sabem, estou aprendendo teoria e produção musical...

Hmm.. Todos sabem?

@Tarin escreveu:Sino de vaca. Sino de vaaaaaca.

Sino de vaca!


Eheh. Ok. Gostei de analise, apesar de não entender partes dela. Achei especialmente útil tuas referências a outras musicas das quais essa música te lembrou... Poder checar cada uma delas ajuda a perceber melhor os detalhes que comentando.

Mas saindo um pouco do aspecto abordado na música... O que tu sabe sobre a intenção por trás dela? Por que esse nome? E o que ideia ou emoção acha que estavam querendo passar com essa musica?

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 303
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise musical - Lake Zurich

Mensagem por Tarin em Qua 11 Jul 2018, 22:37

@Thear escreveu:Hmm.. Todos sabem?
É sabido.

@Thear escreveu:Mas saindo um pouco do aspecto abordado na música... O que tu sabe sobre a intenção por trás dela? Por que esse nome? E o que ideia ou emoção acha que estavam querendo passar com essa musica?


A história que foi dada pelo Damon Albarn (cara do Gorillaz) que eu encontrei é que um dia ele sonhou com um túnel que conectava Zurique à Nova Yorque, e essa música é sobre isso. Lol. Várias músicas do novo álbum são nomeadas por lugares (Kansas, Idaho, Hollywood) e parecem retratar alguma experiência que os membros da banda tiveram nesses lugares.

A ideia que quiseram passar... Não sei bem dizer. Nunca me aprofundei muito na lore do Gorillaz. Eles costumam abordar críticas sociais e ambientalismo nas músicas deles, mas tambem são bem focados na imagem e no estilo. Algumas pessoas no Genius parecem achar que a música é sobre a insegurança do Damon sobre o último álbum deles, ou algum outro projeto artístico.

Sobre a emoção, o que eu absorvi da música foi essa atmosfera um pouco distópica, inquieta. É uma música energética, mas com alguns elementos um pouco sombrios. Voltando àquela ideia de ser sobre insegurança artística, ela me passa uma sensação de estar sentindo uma pressão interna, de estar à beira de alguma coisa, de estar cheio de energia acumulada e buscando um ímpeto para gastar. Escrevendo isso agora, lembrei de uma música com um tema parecido, mas abordando isso bem mais explicitamente: What You Waiting For da Gwen Stefani.

_________________
~Música do dia~



            
ProjetosMúsica
GitHubSoundCloud
avatar
Tarin
Admin

Mensagens : 92
Data de inscrição : 14/04/2015
Idade : 22
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise musical - Lake Zurich

Mensagem por Thear em Qui 12 Jul 2018, 00:15

Boa resposta, thank you^^

_________________
O importante é reconhecer que você não sabe do que esta falando
avatar
Thear
Admin

Mensagens : 303
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://anomaliazero.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise musical - Lake Zurich

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum